Formalizada a rede portuguesa para o envelhecimento ativo e saudável, incluindo o Lisbon AHA

“Temos que começar a preparar o país para os novos idosos, mas isso significa implementar estruturas que ainda não temos”.

“Temos que começar a preparar o país para os novos idosos e criar condições para que os reformados se mantenham ativos, mas isso significa implementar estruturas que ainda não temos”.

Leia a entrevista completa aqui

Verifique também o site da rede aqui